SMARAPD
Voltar para a home Menu
Área do Cliente

SMARAPD

SMARAPD passa com sucesso pela auditoria de recertificação do FSC

Lorem ipsum dolor sit amet
No último dia 15 a SMARAPD recebeu a visita de Erick Cassiano da APCER Certificadora para auditar os processos realizados pela unidade de Dados Variáveis, na ocasião foram avaliados os departamentos de  PCP, Compras, RH, Impressora, Envelopadora, OFFSET, Almoxarifado, Faturamento e Arte & Criação.

O resultado da auditoria foi um sucesso, a SMARAPD foi aprovada sem qualquer não conformidade. Para Manoel Ribeiro, o resultado disso é muito positivo, pois a empresa está recomendada a manter a certificação. “Em agosto deste ano o antigo certificado – conquistado em 2011 – perderá a validade, porém devido ao sucesso desta auditoria, realizada no último dia 15, faremos a migração do certificado antigo para o novo com duração para mais cinco anos de uso, portanto até 2021, com isso passaremos também a ter um novo número de certificado. Contudo, anualmente continuará ocorrendo a auditoria de manutenção para conferir se os processos estão em conformidade com a certificação alcançada”, comenta Ribeiro.

Importância da Certificação FSC
A renovação do certificado qualifica a SMARAPD como uma organização que segue os padrões estabelecidos pela Cadeia de Custódia do FSC, sendo assim considerada uma empresa que atesta a produção responsável de produtos florestais, permitindo que os consumidores e as empresas tomem decisões conscientes de compra, beneficiando as pessoas e o ambiente. O FSC é a certificação florestal de maior credibilidade internacional e incorpora de forma igualitária os interesses de grupos sociais, ambientais e econômicos.


Ler tudo

Aos 36 anos SMARAPD participa da edição comemorativa de revista ribeirãopretana

Lorem ipsum dolor sit amet
A SMARAPD participou da edição 817 da Revista Revide, em comemoração ao aniversário de Ribeirão Preto.

O lançamento oficial da revista ocorreu último dia 17 em um café da manhã no Hotel Mont Blanc em Ribeirão Preto, estiveram presentes empresários que participaram da edição especial e imprensa local.

O evento contou com a palestra do professor doutor Alberto Borges Matias, fundador da FEARP/USP e professor titular em Finanças da mesma instituição, que abordou sobre os desafios das empresas diante da crise política econômica que atravessamos e sobre a perpetuação das empresas das instituições privadas sediadas em Ribeirão. “O ano que vem, 2017, é o fundo do poço, porque vai arrastar tudo que vem acontecendo na economia até agora. Por isso, o empresário tem que olhar para frente”, afirma Matis.


Na ocasião a SMARAPD esteve representada por José Carlos Porto e Erlon Magnani, diretores e Fernanda Meda, analista de marketing da SMARAPD.
Na matéria sobre a SMARAPD relata a trajetória da empresa e como Ribeirão está inserida nesta história.

Acesse o link abaixo e confira a matéria sobre completa sobre a SMARAPD:
http://www.revide.com.br/edicoes/impressa/817/#page/150


Ler tudo

Prêmio Conip de Inovação consagra o sistema Siconfi como o grande vencedor

Lorem ipsum dolor sit amet
O Siconfi - Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro –
desenvolvido pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), foi criado por uma equipe multidisciplinar e contou com participação do nosso coordenador de contabilidade, Ilson Camolezi que se juntou a uma equipe de aproximadamente 20 pessoas para implementação deste projeto.

O Siconf destacou-se pelos ganhos de eficiência, redução de burocracia e promoção da transparência no Prêmio Conip de Excelência realizado no 22º Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública – Conip 2016.
Dos 12 projetos finalistas, selecionado entre mais de 30 inscritos, o Siconfi destacou-se, e principalmente pela promoção da transparência e controle social.

O congresso aconteceu nos dias de 6 e 7 de junho, na cidade de São Paulo e contou com mais de 500 participantes, entre eles presidentes e diretores de empresas públicas de TI, diretores de TI dos poderes Executivo, Judiciário e gestores públicos.

Nesta entrevista Ilson Camolezi conta um pouco sobre como foi participar do Projeto Siconfi.

SMARAPD e-news: Como você se sente tendo participado deste projeto de tamanha repercussão?
Camolezi: Sentimento de patriotismo primeiramente, pois na contramão das notícias que vemos rotineiramente nos últimos tempos sobre as mazelas do governo, coisas boas e de interesse público também nascem e o Projeto SICONFI –  que preza sobre a transparência pública – veio para mostrar que ainda existe os dois lados do governo, os que trabalham a favor de formas ilícitas –  utilizando a máquina pública –  e os que trabalham e almejam um país melhor para seus descendentes. Em segundo lugar o sentimento de satisfação, pois empenhei, junto à toda  equipe que participou do nascimento do Projeto SICONFI, quase dois anos de minha vida para ter essa grata notícia.

SMARAPD e-news: Conte resumidamente como fez para participar deste projeto?
Camolezi: A minha participação deu-se pela escolha de meu currículo, através de licitação por parte da STN em conjunto com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD, em esfera técnica para integrar assim a equipe da STN. Tomei conhecimento do projeto e do recrutamento por parte da STN, por meio do corpo técnico da ABRASF (Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais) que faz parte integrante das discussões contábeis na STN, veiculado através de seus membros as informações, onde me inscrevi e concorri com candidatos, em nível nacional.

SMARAPD e-news: Você saberia estimar a quantidade de pessoas que participaram deste projeto?
Camolezi: Trabalharam nesse projeto colaboradores da STN (COSIS e CCONF), SERPRO (Brasília e Fortaleza) e consultores externos (dois estrangeiros e eu) no total cerca de 15 a 20 pessoas entre as áreas de negócio (STN e consultores externos) e de desenvolvimento (SERPRO).

Sobre o sistema
O Siconfi é uma ferramenta destinada ao recebimento de informações contábeis, financeiras e de estatísticas de um universo que compreende todos os poderes e órgãos dos 5.569 municípios, 26 Estados, do Distrito Federal e de União.

Ele permite acesso ao maior repositório de informações contábeis do setor público brasileiro, que desperta amplo interesse de pesquisadores, jornalistas, estudantes, órgãos de controle, gestores públicos e movimentos sociais empenhados na avaliação da performance orçamentária e fiscal de Municípios, Estados, Distrito Federal ou União.

O desenvolvimento do Siconfi coube a diversas coordenações da STN, lideradas pela Coordenação-Geral de Sistemas de Informação (COSIS) e a Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação (CCONF), em parceria com o Serpro. Levou em conta as boas práticas internacionais na área de transmissão e processamento de dados, além da necessidade de fazer face ao crescente fluxo de informações produzidas pelas unidades federativas.

A tecnologia escolhida pela STN para fazer parte do escopo do Siconfi é padrão XBRL, otimizando para aplicação na área de negócios e transmissão de dados financeiros e amplamente utilizado em vários países.

Fonte: <http://fazenda.gov.br/noticias/2016/junho/sistema-do-tesouro-nacional-e-grande-vencedor-do-premio-co...>

Foto: <http://www.conipsp.com/premio.php>


Ler tudo

TCE-ES busca melhorar auditoria previdenciária nas gestões municipais

Lorem ipsum dolor sit amet
No último dia 2, o Tribunal de Contas do Espírito Santo realizou um encontro técnico com objetivo de esclarecer dúvidas sobre o correto preenchimento e envio de informações do levantamento de pessoal realizadas para o TCE-ES.

Na ocasião ocorreram duas reuniões. Na primeira, que aconteceu na manhã de quinta-feira, reuniram-se empresas de desenvolvimento de softwares, entre elas a SMARAPD que foi representada por Ederson Maschio, analista de sistemas; Sérgio Carlos Nascimento, diretor comercial e Rafael Almeida Leal, Suporte folha de pagamento, ambos da WRK – representante comercial da SMARAPD no estado do Espírito Santo.

Nesta primeira reunião foi apresentada a mudança no layout proposto para a Folha de Pagamento dos municípios, para fins previdenciários.

As modificações propostas deverão ser implantadas nos softwares de gestão de folha de pagamento e recursos humanos, até dia 22 de julho. Segundo o secretário-geral de Controle Externo – Rodrigo Lubiana Zanotti – que conduziu a reunião da manhã, a intenção futura é que haja a concentração com o Cidades Web – sistema para prestação de contas do TCE-ES – de forma que incida integração e unificação das informações contábeis, financeiros e sociais dos municípios.

Zanotti destacou ainda que com a geração mais consistente destes dados os gestores poderão fazer uso das informações de forma mais organizada e assertiva, visando também um melhor controle e  direcionamento da gestão municipal para avaliação e alcance de melhores resultados para a administração pública.

No período da tarde o objetivo foi informar aos gestores sobre as mudanças de layout e dos impactos nas regras de prestações de contas que incidirão diretamente na gestão dos municípios capixabas, em âmbito previdenciário. Esta reunião foi conduzida pela chefe da secretaria de Previdência e Pessoal da Corte – Simone Reinholz Velten.

Segundo Ederson Maschio, as mudanças propostas pela Corte denotam o objetivo do TCE de auditar melhor e de forma mais eficiente as prestações de contas referentes os cálculos previdenciários. “Aprimorando a auditoria sobre os gastos de pessoal, com enfoque nas informações previdenciárias, constatamos o objetivo do Tribunal em apurar de forma mais efetiva as prestações de contas, para maior controle, apontando para a observância da destinação de recursos das aplicações direcionadas aos fins atuariais nos municípios capixabas, diz Maschio.

Para o prazo de 22 de julho, Maschio comenta que o sistema de folha de pagamentos e recursos humanos – SMARrh – está aderente em 90% dos campos obrigatórios sugeridos no novo layout, portanto, o setor de análise e desenvolvimento já iniciou o trabalho para que o software atenda a todas as necessidades até o prazo estipulado pela Corte.

Um dos pontos de atenção para serem customizados no software consiste em vincular o benefício que consta em folha de pagamento com a lei municipal que embasou o pagamento daquele benefício, ou seja, o valor de ‘adicional noturno’ deverá ser vinculado a um documento comprobatório da existência legal daquele benefício. Contudo, uma vez imputada esta informação no software, o vínculo estará estabelecido na geração das Folhas de Pagamento, a partir de então.


Um fato elogiado pela equipe da SMARAPD foi a prestatividade e iniciativa do TCE-ES em estabelecer um canal que possibilita o diálogo com as empresas de software, para que possam se adequar às necessidades exigidas, oferecendo subsídios de auxílio nas trocas de informações e apoio para o atendimento correto dos softwares às prestações de contas estabelecidas.

 

Além do trabalho da equipe da SMARAPD, haverá também o apoio operacional da WRK que ficará responsável em levantar os dados que constam nos sistemas dos clientes do estado, no treinamento dos usuários do sistema, bem como sobre os embasamentos legais propostos pelo Tribunal, com a mudança no layout.

 

Sérgio Carlos Nascimento comentou ainda que este é um trabalho a ser realizado a quatro mãos. “ O TCE-ES entra com as orientações legais diretamente as firmas para a correta prestações de contas,  às firmas cabe os ajustes para a aderência dos sistemas, aos Órgãos cabe o levantamento em tempo recorde das informações junto aos servidores, e no suporte local faremos uma chamada geral para a capacitação dos usuários, além de uma visita itinerante aos Clientes que não puderem comparecer, finaliza Sérgio.”
Ler tudo

Unidade Gestão Pública

16 2111-9898

Unidade de Dados Variáveis

16 2137-9898
R. Aurora,446 • Vila Tibério • Ribeirão Preto, SP • CEP 14050-100